Blog sobre Tecnologia

O papel estratégico da Tesouraria e porque automatizar

O papel estratégico da Tesouraria e porque automatizar

A tesouraria corporativa é essencial e responsável para o bom andamento das transações financeiras, bem como na gestão de riscos monitorando as operações. 

O desempenho desse departamento influencia diretamente as tomadas de decisões, tendo um papel extremamente estratégico dentro de qualquer empresa.

“Além de trabalhar com taxas de juros, prazos, garantias e condições de financiamentos, o dia a dia dos tesoureiros envolve a negociação de moedas estrangeiras, operações de hedge para assegurar uma cotação razoável no futuro, e hedge accounting.”

Quanto mais mecanismos de controle e precisão essa rotina tiver, maior a chance da empresa se tornar mais competitiva diante de um mercado tão globalizado e digitalizado como o de hoje.

Diante de um cenário 24/7 com informações em tempo real, os recursos torna-se um fator ainda mais precioso para desenvolver insights, gerir riscos e operações financeiras de maneira verdadeiramente assertiva.

Os objetivos da tesouraria são:

  • Reduzir riscos;
  • Trazer informações com maior confiabilidade;
  • Realizar análises mais qualitativas;

Automação

Uma das maneiras de se conseguir isso é usando tecnologias emergentes, via criação de robôs digitais utilizando a tecnologia RPAIdea, plataforma brasileira de RPA (Robotic Process Automation) e AI (Artificial Intelligence) que reduz o tempo empregado em tarefas manuais, capturando projeções oriundas de diversas fontes de dados com intuito de otimizar a atualização automática de saldos e cálculos, economizando tempo do analista financeiro.

Isso significa que não é preciso um input humano para obter indicadores e gerar relatórios, por exemplo. Um bom sistema faz isso automaticamente e disponibiliza as informações de maneira gráfica, o que facilita a interpretação e as decisões posteriores.

Transparência

Esses recursos ainda contribuem para um maior grau de transparência, sendo úteis em auditorias quanto nas demonstrações financeiras trazendo maior confiabilidade e originalidade, além de segurança e produtividade. Essas tecnologias permitem que os tesoureiros avaliem e analisem de maneira mais rápida e eficiente o cenário, resolvam problemas e planejem estratégias de negociação mais eficazes.

As vantagens do uso da tecnologia são evidentes e serão cada vez mais importantes para diferenciar o trabalho convencional e aplicação de novas estratégias.

Vantagens 

  • informações centralizadas, com cálculos automatizados e padronizados;
  • previsibilidade de despesas, tarifas e tributos;
  • poder de análise por meio de simulações de cenários;
  • facilidade de integração com ERPs;
  • acesso rápido à informações administrativas e operacionais;
  • conformidade com normas vigentes e auditorias (IFRS, SOX etc.).
  • controle e projeções de aplicações e dívidas;
  • acesso rápido e facilitado às informações gerenciais e operacionais;
  • garantia da confiabilidade das informações geradas;
  • fluxo de trabalho (workflow) adaptado às rotinas da empresa;
  • atualização automática de saldos e projeções;
  • cálculos padronizados e automáticos;
  • otimização de tempo e recursos.
  • gerenciamento dos ativos arrendados;
  • automatização, melhoria e integração dos processos;
  • gestão e controle da tesouraria complementar à contabilidade e fluxo de caixa;
  • informações unificadas das operações financeiras;
  • automatização de cálculos, reajustes e depreciação.

Como você viu, há inúmeras razões para investir em tecnologia de tesouraria e finanças. A produtividade da equipe é uma das grandes vantagens visíveis neste investimento. Mas também a competitividade do negócio e a inteligência da gestão, que passa a ser baseada em dados sempre atualizados e corretamente processados não pode ser ignorada.

Compartilhe:

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *